UOL Notícias Notícias
 

28/06/2009 - 16h05

Presidente de Honduras nega que tenha renunciado

ANSA
ATLANTA, 28 JUN (ANSA) - O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, negou hoje que tenha renunciado ao cargo, como informaram parlamentares que apoiam o golpe de Estado no país, e afirmou que trata-se de uma "conspiração político-militar".

Zelaya negou a renúncia em declarações ao canal norte-americano CNN. "É totalmente falso", disse o mandatário, que está na Costa Rica, para onde foi levado por militares de seu país, que o sequestraram em sua casa na madrugada de hoje.

A suposta "renúncia" foi lida pelo secretário do Congresso e aprovada pelos legisladores presentes.

Zelaya, que recebeu apoio de diversos líderes da América Latina, declarou anteriormente ser vítima de um "golpe", um complô orquestrado por uma "elite voraz", que "deseja manter o país isolado e na extrema da pobreza".

Segundo informou a imprensa, pelo menos sete ministros do governo de Zelaya também foram detidos, entre eles a chanceler do país, Patrícia Rodas.

Rodas foi levada esta manhã "por militares encapuzados", informou o embaixador venezuelano em Honduras, Armando Laguna, em declarações à rede Telesur.

Zelaya enfrenta no país uma crise em decorrência da consulta popular que impulsionava. O pleito seria realizado hoje, contudo setores políticos de oposição no país eram contra o referendo, assim como os poderes Legislativo e Judiciário.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h40

    -0,07
    3,134
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h45

    -0,83
    75.344,81
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host