UOL Notícias Notícias
 

29/06/2009 - 16h08

OEA volta a condenar golpe em Honduras e diz que não reconhece 'governo ilegítimo'

ANSA
MANÁGUA, 29 JUN (ANSA) - O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, disse hoje que é preciso "manter a pressão sobre o governo ilegítimo de Honduras para restabelecer a democracia" no país.

"A OEA não reconhece ditaduras em nenhum país. Em nossa região, militares golpistas não são aceitos", afirmou Insulza, que está na Nicarágua.

O secretário reiterou que não fará "nenhuma concessão" a Roberto Micheletti, nomeado ontem presidente de Honduras pelo Congresso após o golpe de Estado contra José Manuel Zelaya, preso pelas Forças Armadas e enviado à Costa Rica.

Segundo Insulza, a OEA aceitaria dialogar com Micheletti somente depois da restituição do presidente no cargo que exercia de maneira legítima.

A OEA convocou para esta terça-feira uma reunião extraordinária de chanceleres, e Insulza não descartou a hipótese de que neste encontro seja invocado o artigo 19 da Carta Democrática Interamericana, que prevê o afastamento da entidade para um país que tiver seu estado democrático gravemente violado.

Nesse sentido, o secretário-geral indicou que o único caminho às autoridades hondurenhas que se proclamaram no poder é o "isolamento internacional".

Ontem, em uma reunião de seu Conselho Permanente, a OEA aprovou uma declaração de sete pontos em que pediu a imediata restituição de Zelaya e afirmou que não reconheceria nenhum outro governo em Honduras.

Alba Os países-membros da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), por sua vez, que se reuniram nesta segunda-feira na Nicarágua, exigiram a restituição de Zelaya e condenaram o golpe de Estado "perpetrado pelas Forças Armadas, em conivência com a oligarquia e forças reacionárias". Além disso, decidiram retirar seus embaixadores do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h09

    -0,80
    3,257
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h11

    1,06
    63.898,31
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host