UOL Notícias Notícias
 

29/06/2009 - 18h26

Raúl Castro chega à Nicarágua para discutir golpe em Honduras

ANSA
MANÁGUA, 29 JUN (ANSA) - O presidente de Cuba, Raúl Castro, desembarcou hoje na Nicarágua para participar das reuniões de governantes latino-americanos que discutem o golpe de Estado ocorrido neste domingo em Honduras.

Raúl Castro chegou à capital Manágua às 14h37 locais (17h37 em Brasília) e foi recebido pelo presidente do país, Daniel Ortega, que estava acompanhado do venezuelano Hugo Chávez, do boliviano Evo Morales, do equatoriano Rafael Correa e do governante hondurenho deposto, Manuel Zelaya.

Ao falar a rádios locais, o mandatário transmitiu ao povo nicaraguense "um abraço de Cuba e do comandante Fidel Castro". Ele deve participar da reunião do Grupo do Rio que ocorre hoje na Nicarágua. Cuba foi reincorporada à instância de discussões no fim do ano passado.

Além deste encontro, já houve debates da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) e do Sistema de Integração Centro-Americano (Sica).

Em um artigo publicado pela imprensa estatal cubana, o ex-presidente Fidel Castro chamou a atenção para o fato de que nem o governo norte-americano apoia a destituição de Zelaya. Para ele, por este motivo, "os golpistas, acurralados e isolados, não têm salvação possível".

Manuel Zelaya foi preso e enviado à Costa Rica na madrugada deste domingo por oficiais das Forças Armadas. Sua viagem à Nicarágua ocorreu em um avião cedido pela Venezuela.

Depois, o Congresso do país nomeou o presidente da casa, Roberto Micheletti, como novo governante, mas várias nações e órgãos multilaterais manifestaram que não o reconhecerão como mandatário.

A crise política teve como motivo a realização de uma consulta que poderia dar início a um processo de reforma constitucional em Honduras.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host