UOL Notícias Notícias
 

15/07/2009 - 11h45

Cristina Kirchner viaja à Bolívia para celebração de bicentenário

ANSA
LA PAZ, 15 JUL (ANSA) - O governo de La Paz anunciou que a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, viajará à Bolívia amanhã para participar das comemorações do bicentenário da revolução de 16 de julho de 1809.

Além de Cristina, os mandatários do Equador, Rafael Correa, da Nicarágua, Daniel Ortega, do Paraguai, Fernando Lugo, e da Venezuela, Hugo Chávez, já confirmaram presença, de acordo com o presidente do Conselho Municipal de La Paz, Luís Revilla.

As cerimônias serão ainda acompanhadas por prefeitos de 20 cidades ibero-americanas e representantes de comunidades indígenas e delegações militares de Argentina, Equador, Peru, Paraguai e Venezuela.

Os chanceleres do Chile, Mariano Fernández, da Argentina, Jorge Taiana, e da Guatemala, Haroldo Rodas, também irão à cidade.

Apesar dos desentendimentos diplomáticos recentes com o país anfitrião, o governo do Peru mandará como representante seu comandante das Forças Armadas, general Francisco Contreras.

Para o ministro da Defesa da Bolívia, Walker San Miguel, a presença do chefe militar "demonstra a recuperação das boas relações com o país vizinho".

A revolução de 16 de julho de 1809, liderada por Pedro Domingo Murillo, foi a segunda revolta contra o poder colonial na Bolívia, precedida pelo grito de 25 de maio do mesmo ano, em Sucre, ocasião que ficou conhecida como Revolução de Chuquisaca.

Os espanhóis, porém, retomaram o controle de La Paz, e Murillo foi enforcado em fevereiro de 1810 na praça central da cidade, onde hoje estão localizados os palácios do Governo e do Congresso. A independência boliviana foi concretizada em 6 de agosto de 1825.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h39

    -0,21
    3,272
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host