UOL Notícias Notícias
 

15/09/2009 - 12h34

Human Rights Watch decide afastar funcionário acusado de antissemitismo

ANSA
ROMA, 15 SET (ANSA) - A organização internacional de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) decidiu suspender Marc Garlasco, um de seus especialistas em questões militares, que é acusado por um blog israelense de ser antissemita e colecionar raridades nazistas.

A decisão da HRW foi revelada pelo jornal norte-americano The New York Times.

Inicialmente, a organização tinha apoiado Garlasco com um comunicado, divulgado no dia 11, no qual dizia que os interesses do analista pelo nazismo se deviam ao fato de seu avô ter estado no exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). A nota afirmava que "Garlasco jamais havia tido opiniões nazistas ou antissemitas".

Segundo o NYT, ontem à noite a HRW decidiu abrir uma investigação mais aprofundada e, enquanto isso, suspender Garlasco, mas sem cortar-lhe o salário.

"Nos perguntamos se sabíamos tudo que precisávamos saber", explicou a diretora da organização, Carroll Bogert.

Na semana passada, ainda de acordo com a publicação norte-americana, o blog israelense Mere Rhetoric havia indicado Garlasco como colecionador de lembranças das Forças Armadas de Adolf Hitler e autor de comentários favoráveis aos nazistas em sites especializados, sob o nickname (apelido usado na internet) "Flak88".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host