UOL Notícias Notícias
 

23/09/2009 - 11h17

Fidel dedica seu novo artigo ao 'Obama sério' com elogios ao norte-americano

ANSA
HAVANA, 23 SET (ANSA) - O ex-presidente cubano Fidel Castro elogiou hoje o governante norte-americano Barack Obama, por ter reconhecido na reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a mudança climática a responsabilidade dos países desenvolvidos.

Intitulado "O Obama Sério", o novo artigo de Fidel destaca que "o presidente dos Estados Unidos admitiu que os países desenvolvidos ocasionaram a maior parte do dano e devem assumir a responsabilidade. Foi, sem dúvida, um gesto valente".

"Seria justo reconhecer também que nenhum outro presidente dos Estados Unidos teria tido o valor de dizer o que ele disse", continuou.

Ontem, durante a reunião da ONU, Obama -- que governa um dos países mais poluentes do mundo -- pediu a todas as nações que atuem em conjunto contra os efeitos do aquecimento global. "A resposta da nossa geração a este desafio será julgada pela história, porque se fracassarmos em enfrentá-lo -- com ousadia, presteza e união --, corremos o risco de consignar às futuras gerações uma catástrofe irreversível".

Fidel esclareceu, contudo, que "o problema agora é que tudo o que afirma está em contradição com o que os Estados Unidos vêm fazendo há 150 anos". Neste sentido, ele cita "as centenas de bases militares instaladas em dezenas de países de todos os continentes, seus porta-aviões e suas frotas navais, suas milhares de armas nucleares, suas guerras de conquista, seu complexo militar-industrial e seu comércio de armas, são incompatíveis com a sobrevivência de nossa espécie".

"O esbanjamento ilimitado de consumo, é a causa fundamental da mudança climática", sustentou o líder cubano, que prognosticou que "os recursos naturais não-renováveis, especialmente o petróleo e o gás, acumulados durante centenas de milhões de anos", se esgotarão "em apenas dois séculos".

Fidel considerou, porém, que "não seria justo culpar o Obama sério" do ocorrido até hoje, "mas é menos justo ainda que o outro Obama nos fizesse acreditar que a humanidade pode ser preservada sob as normas que hoje prevalecem na economia mundial".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h07

    1,24
    63.437,60
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host