UOL Notícias Notícias
 

23/10/2009 - 10h03

Unicef demonstra preocupação por violência contra crianças indígenas no Chile

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 23 OUT (ANSA) - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) manifestou preocupação pelas denúncias de atos de violência cometidos contra crianças e adolescentes chilenos da etnia indígena mapuche.

Em um comunicado, o Unicef informou ter recebido denúncias da sociedade civil, de organizações sociais e de veículos de comunicação sobre a violência "que estaria afetando a integridade física e psíquica de meninos, meninas e adolescentes mapuches". Os jovens podem ter sido feridos durante confrontos entre policiais e manifestantes na região (estado) de Araucanía, sul do Chile.

Diante da situação, o representante do Unicef no país, Gary Stahl, se reunirá na próxima segunda-feira com os ministros da Presidência, José Antonio Viera-Gallo, e do Planejamento, Paula Quintana, e com a porta-voz do governo, Carolina Tohá, para discutir os mecanismos de proteção a crianças utilizados pela gestão da presidente Michelle Bachelet.

Há semanas, a região de Araucanía é cenário de uma série de conflitos entre policiais e mapuches que ocasionara até a queima de caminhões e a invasão de fazendas, reclamadas pelos indígenas.

Ontem, organizações indígenas denunciaram que duas crianças foram feridas por balas disparadas por policiais. O governo disse que desconhece a informação, confirmada por médicos que prestaram o atendimento hospitalar.

Os mapuches são a principal etnia indígena do Chile. Uma pesquisa do Centro de Estudos Públicos (CEP) divulgada no início de outubro mostrou que de cada quatro índios de Araucanía, um vive na pobreza. Segundo o relatório, 250 mil indígenas habitam a região, sendo 12% deles analfabetos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host