UOL Notícias Notícias
 

04/11/2009 - 16h53

Grupo anarquista reivindica autoria de atentado na capital chilena

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 4 NOV (ANSA) - Um grupo anarquista autodenominado Banda Dinamitera Efraín Plaza Olmedo assumiu hoje a responsabilidade pela explosão de uma bomba ocorrida ontem no Hotel Marriott em Santiago, capital chilena. Um guarda foi ferido.

Em um comunicado enviado por e-mail à rádio Bío Bío, o grupo indicou que já "havia feito uma advertência" sobre o atentado.

"A tranquilidade do mundo construído por defensores e administradores desta ordem de fome e escravidão acabou", diz o texto.

O Banda Dinamitera Efraín Plaza Olmedo qualificou o ataque como um "ato de guerra, planejado e executado com a criatividade de mentes que tentam ser livres".

Ainda de acordo com a nota, diversos membros teriam participado da ação para burlar o sistema de segurança do hotel.

"Como mostra de uma vulnerabilidade que os exploradores não conhecem, avisamos à recepção do hotel, por telefone, 15 minutos antes da explosão", para que os trabalhadores pudessem sair, explicou o grupo.

Dessa maneira, segundo a radio Bío Bío, a organização acredita ter realizado "um ato consciente, carregado de conteúdo libertário", e que "não estava destinado a prejudicar ou causar danos a nenhuma pessoa".

O grupo, que em seu nome faz alusão a Efraín Plaza, anarquista chileno que em 1912 matou a tiros dois jovens de classe alta no centro de Santiago, garantiu que "ataques desse tipo continuarão".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host