UOL Notícias Notícias
 

09/11/2009 - 10h21

"Queda do Muro de Berlim foi divisor de águas", diz presidente italiano

ANSA
Em Roma
O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, comentou que a queda do Muro de Berlim, que completa 20 anos hoje, foi um "divisor de águas na história europeia e mundial do século XX".

"A queda do muro de Berlim, em 1989, foi um divisor de águas na história europeia e mundial do século XX, como já havia sido o dia 9 de maio de 1945", disse o mandatário, referindo-se a data da vitória dos Aliados na Segunda Guerra Mundial.

Durante uma cerimônia no Palácio do Quirinale (sede da presidência italiana), Napolitano ressaltou também que a o acontecimento reflete ainda o caminho "para a afirmação dos direitos de liberdade que foram sancionados pelas Cartas Constitucionais aprovadas subitamente depois do fim da Segunda Guerra Mundial, em particular em Roma e em Bonn, países onde foram derrotados o nazismo e o fascismo".

Já o ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, e seu homólogo alemão, Serguei Lavrov, destacaram a união da Europa após a queda do Muro de Berlim.

"Uma nova ordem mundial, baseada na interdependência e na cooperação para a solução dos problemas comuns, não pode fazer menos que uma 'Grande Europa', do Atlântico a Vladivostok", disseram os chanceleres, em entrevista ao jornal italiano La Stampa.

"Somente tal Europa, com uma visão global e objetivos compartilhados por todos, pode ser capaz de garantir estabilidade no nosso continente", ratificaram os dois ministros, pontuando que, nos últimos 20 anos, foi despertada a "consciência de que manter linhas de divisão sobre o continente europeu compromete a segurança de todos".

Segundo Frattini e Lavrov, "muito foi feito para reforçar o caráter estratégico das relações entre Rússia e União Europeia, também sobre o plano institucional. Não foi pouco, mas ainda não é o suficiente".

"A colaboração na esfera política ainda não teve um salto de qualidade, adequado aos novos desafios e ameaças. A nova ordem mundial precisa da casa comum europeia", afirmaram.

O Muro de Berlim, um dos símbolos da Guerra Fria, possuía cerca de 155 quilômetros de extensão e dividia a Alemanha Oriental da Ocidental. Após 28 anos e em meio a inúmeros protestos, o muro foi derrubado em 1989.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host