UOL Notícias Notícias
 

12/11/2009 - 17h46

Para ministro italiano, Cesare Battisti é 'um perigoso criminoso'

ANSA
ROMA, 12 NOV (ANSA) - O ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, ratificou hoje que o ex-ativista de esquerda Cesare Battisti, cujo caso é julgado hoje pelo Supremo Tribunal Federal (STF), é "um perigoso criminoso, que deve cumprir a pena à qual foi condenado".

Em entrevista à imprensa italiana, Maroni se pronunciou sobre Battisti, que é condenado na Itália à prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas, cometidos na década de 1970, quando ele integrava o grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC).

"Penso que seja um fato um pouco esnobe que pertence a certos ambientes. Para mim, continua um perigoso criminoso que deve cumprir a pena à qual foi condenado", declarou o ministro italiano.

O pedido de extradição apresentado pela Itália é analisado hoje pelos ministros do Supremo. A primeira audiência, do dia 9 de setembro, foi interrompida com o pedido de vista do ministro Marco Aurélio Mello, que pronuncia seu voto neste momento.

Na primeira sessão, quatro dos nove membros do STF votaram pela deportação, enquanto três apoiaram o refúgio político, que fora concedido ao italiano pelo governo brasileiro em janeiro passado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host