UOL Notícias Notícias
 

16/11/2009 - 20h24

Na Itália, presidente do Paraguai critica política europeia de subsídios

ANSA
ASSUNÇÃO, 16 NOV (ANSA) - O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, defendeu hoje, durante um encontro com Donato Di Santo, funcionário da Chancelaria italiana, o fim dos subsídios aplicados por países europeus para proteger seus produtores.

De acordo com um comunicado oficial divulgado em Assunção, Lugo aproveitou a reunião, de cerca de 20 minutos, para sugerir o fim de "certos privilégios a grupos produtores que existem em países europeus".

O diálogo ocorreu de maneira paralela à Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), realizada em Roma.

"A Itália mostra interesse em melhorar sua cooperação com o Paraguai", diz o comunicado. Ainda de acordo com o texto, a concessão de subsídios na Europa afeta também outros países da América Latina.

O funcionário italiano, prossegue a nota, declarou por sua vez que a cooperação com o Paraguai independe "do signo político que comanda a administração central" do país sul-americano.

Coordenador da Conferência Ítalo-América Latina da Chancelaria italiana, Di Santo "expressou o interesse de seu país em ampliar a cooperação com nossa nação, dentro das possibilidades que seu estado lhe confere", ressalta o informe.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host