UOL Notícias Notícias
 

18/11/2009 - 17h25

Deputados italianos aplaudem parecer de Gilmar Mendes por extradição de Battisti

ANSA
ROMA, 18 NOV (ANSA) - A Câmara dos Deputados da Itália recebeu com aplausos a notícia de que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, emitiu um parecer favorável à extradição do ex-ativista Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua em seu país.

A informação foi levada à casa pelo deputado Massimo Corsaro, membro do partido Povo da Liberdade (PDL), o mesmo do premier Silvio Berlusconi.

Ao serem comunicados, os demais parlamentares aplaudiram longamente a posição da máxima corte do Judiciário brasileiro.

A deputada Olga D'Antona, integrante do opositor Partido Democrata (PD), disse que o sinal verde à extradição representa "uma vitória para a Itália e seu sistema judiciário".

Nesta quarta-feira, após retomar a terceira audiência do julgamento sobre o pedido de extradição de Battisti, solicitada pela Itália, o presidente do STF, Gilmar Mendes, disse não considerar de natureza política nenhum dos quatro crimes atribuídos a ele.

Os quatro homicídios, ocorridos no fim da década de 1970, ocorreram quando Cesare Battisti era membro da organização de esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC). Por causa deles, o ex-ativista acabou condenado à prisão perpétua.

"Deve-se recordar que os delitos se tratam, na verdade, de quatro homicídios premeditados isoladamente, cometidos fora do contexto de rebelião", enfatizou o magistrado em seu voto.

Após um pequeno intervalo, os ministros do Supremo voltaram a se reunir nesta tarde. Quando concluir seu voto, Mendes deverá apoiar a extradição de Battisti ao Estado italiano, mas os membros da corte ainda terão de definir se submeterão a decisão ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host