UOL Notícias Notícias
 

23/11/2009 - 11h50

Uruguai-Eleições: Candidato governista propõe governo 'aberto', com a oposição

ANSA
MONTEVIDÉU, 23 NOV (ANSA) - O candidato governista às presidências do Uruguai, José Mujica, prometeu que se eleito irá formar um governo de "atitude aberta", sem descartar a participação da oposição em seu gabinete.

"Hoje é preciso definir uma atitude aberta porque embora tenhamos a maioria parlamentar seria um erro de nossa parte acreditarmos que somos donos do Uruguai", afirmou o senador e ex-guerrilheiro entrevistado pelo jornal Ultimas Noticias, ao lado de seu companheiro de chapa e candidato a vice, Danilo Astori.

De acordo com as pesquisas de intenção de voto divulgadas nos últimos dias, Mujica, ex-guerrilheiro tupamaro, é o favorito para o segundo turno, que será disputado no próximo domingo. Seu adversário será o ex-presidente Luis Lacalle, do conservador Partido Nacional.

Se sair vitorioso, o candidato da Frente Ampla -- coalizão que obteve a maioria parlamentar no primeiro turno, de 25 de outubro passado -- destacou ainda que pretende formar um gabinete com figuras da oposição, mas esclareceu que "não se trata de repartir cargos, mas de ter acordos políticos básicos que justifiquem essa integração".

Na última semana, Mujica já havia demonstrado tal intenção, ao anunciar que se vencesse as eleições, iria criar um governo multipartidário.

Ele considerou ainda importante ter um bom relacionamento tanto com os sindicatos como com os empresários, para evitar "conflitos". "Deve haver uma maturidade global no país", completou.

Já Astori, que foi ministro da Economia do atual governo de Tabaré Vázquez, afirmou que a Frente Ampla irá manter a negociação coletiva e os conselhos salariais. Ele também sinalizou como prioridades uma reforma do Estado, a distribuição do ingresso e a infraestrutura.

No próximo domingo, os uruguaios retornam às urnas para eleger o presidente e o vice-presidente do país. Mujica e Astori enfrentam Lacalle e Jorge Larrañaga, respectivamente.

Na primeira votação, o candidato governista foi escolhido por 48% dos eleitores e o opositor obteve 29% dos votos. O próximo governante assumirá em março de 2010.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host