UOL Notícias Notícias
 

29/11/2009 - 15h24

Uruguai-Eleições: Vice de Lacalle vota e fala em construir unidade nacional

ANSA
MONTEVIDÉU, 29 NOV (ANSA) - O candidato do opositor Partido Nacional à vice-presidência do Uruguai, Jorge Larrañaga, votou na manhã deste domingo e adiantou que, passadas as eleições que apontarão o sucessor de Tabaré Vázquez, poderá ter início no país uma fase de entendimento político.

"As pessoas estão reivindicando políticas sociais no Uruguai, políticas de Estado, na educação, na segurança pública, na saúde, no desenvolvimento do interior e na política internacional", disse ele ao conversar com a imprensa após deixar seu local de votação, na cidade de Paysandú.

Em sua opinião, estes pontos são centrais "para poder levar adiante entendimentos, ganhe quem ganhe hoje, porque os problemas não se pintam de cor política nem partidária".

"São problemas, e todos devemos enfrentá-los, porque será mais fácil e simples resolvê-los se houver uma vontade nacional", complementou.

Sobre a postura que poderia ser adotada por seu partido depois do pleito, Larrañaga precisou que caberá às lideranças da agremiação determinar os próximos passos.

Segundo ele, o Partido Nacional atuará de acordo com o que suceder na jornada eleitoral. A direção da legenda, prosseguiu, determinará "o relacionamento com os outros partidos e a participação que poderemos ter em um governo".

"O país está partido ao meio, infelizmente, e creio que é preciso tentar construir pontes dentro do sistema político. Desde 1984, o Uruguai esteve dividido em uma construção de bons e maus, de trabalhadores e empresários, de uns e outros. A questão é que estamos divididos, e me parece que não faz bem ao país", ponderou.

Partido Colorado

Já o candidato do Partido Colorado que participou do primeiro turno das eleições e ficou em terceiro lugar, Pedro Bordaberry, garantiu que sua agremiação trabalhará em prol do país "seja qual for o resultado" do pleito deste domingo.

"Vamos colaborar com o país, ganhe que ganhe", disse ele, que também já votou. Após o primeiro turno, Bordaberry anunciou que apoiaria Lacalle.

O político prometeu telefonar ao vencedor da disputa, o que segundo ele se trata de "uma questão de educação", e ressaltou que o Partido Colorado é uma força "de responsabilidade".

O adversário de Luis Lacalle, que já foi presidente entre 1990 e 1995, é o senador José Mujica, da coalizão governista Frente Ampla. Mujica, que foi à urna ainda no início da jornada, por volta de 8h, é apontado pelas pesquisas como favorito.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h00

    0,32
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h08

    1,73
    63.745,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host