UOL Notícias Notícias
 

03/12/2009 - 14h02

Justiça italiana remarca audiência para ouvir ex-detido de Guantánamo

ANSA
MILÃO, 3 DEZ (ANSA) - O interrogatório do suposto terrorista tunisiano Adel Ben Mabrouk -- extraditado de Guantánamo à Itália -- foi suspenso hoje, após ele ter afirmado à Justiça italiana que não estava em condições psicológicas para prestar depoimentos.Mabrouk e Mohamed Ben Riadh Nasri, outro tunisiano acusado de terrorismo, foram transferidos da prisão norte-americana de Guantánamo, localizada em Cuba, na última segunda-feira para a Itália.O acusado deveria ser ouvido hoje pelas autoridades, mas a audiência será remarcada para os próximos dias.O advogado de Mabrouk, Luca Bauccio, destacou que o tunisiano está muito cansado, fisicamente e mentalmente, devido ao longo período em que ficou preso em Guantánamo.Bauccio também apresentou nesta manhã ao juiz Giuseppe Vanore um pedido para a revogação das medidas cautelas impostas ao acusado.Na última terça-feira, Nasri foi interrogado e relatou como foi detido no Afeganistão e entregue aos Estados Unidos, em 2001. Ele ratificou que não participou de supostos atos de terrorismo pelos quais é acusado.As duas extradições são parte do acordo firmado entre o governo norte-americano, de Barack Obama, e países europeus para o fechamento do centro de detenção que fica ilha cubana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host