UOL Notícias Notícias
 

07/12/2009 - 15h46

Bolívia: Reeleito, Morales diz que povo tem 'poder' para construir Estado socialista

ANSA
LA PAZ, 7 DEZ (ANSA) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, reeleito ontem em primeiro turno de acordo com as pesquisas de boca-de-urna, disse hoje que agora o povo tem "poder suficiente" para construir o Estado socialista e comunitário, conforme estabelece a nova Constituição.O mandatário anunciou também que começará já nesta semana a organizar a estratégia governista para as eleições municipais do país, previstas para o mês de abril de 2010.Depois disso, Morales viajará para Cuba, onde participará da cúpula de aniversário da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), nos próximos dias. O mandatário boliviano também irá a Copenhague para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 15), encontro que acontece até o próximo dia 18.Analisando os resultados eleitorais preliminares, Morales descartou que sua vitória em seis departamentos e o triunfo da oposição em outros três acabe gerando uma "polarização" política no país, como havia alertado o candidato opositor Manfred Reyes Villa, do Plano Progresso para a Bolívia (PPB).Morales também deixou aberta a possibilidade de tentar se eleger mais uma vez ao fim deste novo mandato, que terá duração de cinco anos. O presidente fez questão de ressaltar que esta é a primeira vez que ele foi eleito com a vigência da nova Constituição.Durante pouco mais de uma hora de entrevista coletiva, o mandatário reiterou seu desejo de manter boas relações "com todos os governos", exceto com o regime de facto de Honduras.Sobre sua relação com países da região, Morales se disse satisfeito com o diálogo mantido com o Chile. La Paz reivindica uma saída para o mar, perdida para Santiago durante a Guerra do Pacífico, travada entre 1879 e 1883.Além disso, Morales disse que suas divergências com o presidente do Peru, Alan García, não são pessoais, mas ideológicas.Também insatisfeito com as demarcações estabelecidas pela Guerra do Pacífico, o Peru tenta no Tribunal Internacional de Justiça de Haia uma redefinição dos limites marítimos e considera que a reivindicação boliviana pode atrapalhar seus planos.De acordo com as pesquisas de boca-de-urna, Morales obteve mais de 60% dos votos. Reyes Villa, seu principal adversário, teria conquistado 28% do apoio popular.Também foram eleitos ontem 36 senadores e 130 deputados da Assembleia Legislativa Plurinacional. Os resultados do pleito ainda não foram oficializados, mas o partido governista Movimento ao Socialismo (MAS) espera obter 25 vagas ao Senado, o que facilitaria a aprovação de leis a serem implementadas a partir da nova Carta Magna do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h09

    -0,57
    3,264
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h14

    1,09
    63.917,60
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host