UOL Notícias Notícias
 

07/12/2009 - 19h02

Brasil e Uruguai analisam mecanismo para fazer comércio com moedas locais

ANSA
MONTEVIDÉU, 7 DEZ (ANSA) - Os governos de Brasil e Uruguai acordaram hoje, na 38ª Reunião Ordinária do Conselho do Mercado Comum, realizada em Montevidéu, levar adiante os debates para que as transações comerciais entre os dois países sejam feitas com moedas locais, sem a necessidade de recorrer ao dólar.

O chamado Sistema de Comércio em Moeda Local (SML) já é usado pelo Brasil em negócios com a Argentina. Uma parceria similar também foi firmada com a China.

Hoje, o ministro da Economia do Uruguai, Álvaro García, disse que "na medida em que esse mecanismo servir, pode ser levado adiante". Sobre a possibilidade de ter o mesmo acordo com a Argentina, o ministro indicou que ainda "não há nada previsto", mas também não descartou a hipótese.

Por sua vez, o ministro da Economia argentino, Amado Boudou, classificou como um "sucesso" a experiência de seu país com o Brasil e sugeriu que este tipo de intercâmbio seja estendido a todo o Mercosul -- que tem ainda como membros o Paraguai e o Uruguai. O Brasil também quer a adesão de mais países ao SML.

Durante a reunião desta segunda-feira, segundo García, houve também "alguns avanços muito importantes para o Uruguai, como a postergação até 2016 do regime de admissão temporária".

Esse sistema permite a importação de mercadorias ou insumos para que sejam incorporados ao processo industrial sem a obrigação de pagar todas os tarifas alfandegárias, mas sob a condição de que o produto final seja reexportado.

O funcionário também indicou que "continua trabalhando" para tentar destravar os recursos do Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (Focem) destinados a financiar um projeto de interconexão elétrica entre Brasil e Uruguai, mas cuja liberação depende da Argentina.

Amanhã, também em Montevidéu, ocorrerá a Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, com a presença dos presidentes dos quatro países-membros do bloco: Cristina Kirchner, da Argentina, Tabaré Vázquez, do Uruguai, Fernando Lugo, do Paraguai, e Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host