UOL Notícias Notícias
 

11/12/2009 - 13h37

Governo argentino acusa líder ruralista de ser 'golpista'

ANSA
BUENOS AIRES, 11 DEZ (ANSA) - O governo argentino acusou o presidente da Sociedade Rural Argentina (SRA), Hugo Biolcati, de ser "golpista" por ter sugerido que autoridades políticas do país sejam tiradas de seus cargos.

"É um golpista feito", disse a uma rádio o chefe de Gabinete da Presidência, Aníbal Fernández, destacando que Biolcati quer promover "ações contrárias à lei".

Em um ato público realizado ontem para cumprimentar os novos membros do Congresso Nacional, o presidente da SRA criticou a gestão da mandatária Cristina Kirchner e do governador da província de Buenos Aires, Daniel Scioli.

Diante de cerca de 20 mil pessoas, Biolcati convidou os presentes a "tirarem do governo" os líderes do país e da província argentina, relembrando falhas nas administrações, como as buscas realizadas durante 24 dias por uma família que, posteriormente, foi encontrada morta.

Para o chefe de Gabinete da Presidência, Biolcati "gostaria de ver" os mandatos de Cristina e de Scioli "como nos velhos tempos, com cor verde oliva e instruções com uma marcha militar como música de fundo".

O governo argentino e as entidades rurais se enfrentam há dois anos devido à intenção do governo de aumentar os impostos do setor, projeto de lei que foi derrubado no ano passado no Congresso.

O conflito trouxe consequências à economia do país, como desabastecimento de alimentos e aumento da inflação, e também contribuiu para agravar a crise interna, que levou à derrota governista nas eleições legislativas realizadas no último mês de junho.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host