UOL Notícias Notícias
 

13/12/2009 - 12h25

Chile-Eleições: Para governista, votação confronta 'duas maneiras de ver o país'

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 13 DEZ (ANSA) - O ex-presidente chileno Eduardo Frei, que tenta retornar ao cargo como candidato da Concertación nas eleições deste domingo, votou na cidade de La Unión, sul do país, e disse que o processo realizado hoje confronta "duas maneiras de ver o Chile".

Frei chegou à Escola Honorio Ojeda Valderas acompanhado da esposa, Marta Larraechea, por volta de 10h25 (11h25 em Brasília). Ele aguardou sua vez na fila e só pôde sufragar cerca de 20 minutos depois.

Em seguida, tirou fotos com mesários e conversou rapidamente com a imprensa, quando pediu aos eleitores que votem "com serenidade, tranquilidade e consciência".

"O que se define hoje são duas maneiras de ver o Chile", disse, referindo-se a seu principal adversário, o empresário Sebastián Piñera, que de acordo com as pesquisas deve receber a maior quantidade de votos neste primeiro turno: pouco mais de 40%. "O destino do Chile será decidido por nós agora, com um lápis e um papel", complementou.

Frei, que já esteve no poder entre 1994 e 2000, ressaltou que sua prioridade é construir um "governo que se vincule com as pessoas", e prometeu apoiar o povo "que trabalha todos os dias".

O candidato governista deve viajar à capital Santiago no início da tarde. Lá, almoçará com a família, descansará e à noite se reunirá com partidários.

De acordo com as pesquisas, ele deverá ser a opção de 30% dos eleitores. Se o quadro se confirmar, disputará o segundo turno com Piñera no dia 17 de janeiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host