UOL Notícias Notícias
 

13/12/2009 - 17h31

Presidente italiano condena ataque a Berlusconi e fala em 'espiral de violência'

ANSA
ROMA, 13 DEZ (ANSA) - O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, condenou de forma veemente o ataque sofrido neste domingo pelo premier Silvio Berlusconi, que teve o rosto atingido por um objeto lançado após um comício de seu partido em Milão.

"Expresso a mais firme condenação à grave e irresponsável agressão ao presidente do Conselho [de Ministros], a quem vai a minha solidariedade pessoal", disse o chefe de Estado.

Napolitano também manifestou "o mais claro e renovado apelo para que todos os conflitos políticos e institucionais sejam conduzidos dentro dos limites do responsável autocontrole e de confronto civil, prevendo e reprimindo cada impulso e espiral de violência".

O ataque ocorreu quando Berlusconi deixava um comício de seu partido, o Povo da Liberdade (PDL), em Milão.

Em um primeiro momento, o ministro da Defesa, Ignazio La Russa, relatou que o primeiro-ministro havia levado um soco de um homem que parecia ter algum objeto na mão.

Contudo, posteriormente, imagens veiculadas por uma TV local mostraram que um objeto lançado atingiu o rosto de Berlusconi, que foi levado ao hospital San Raffaele com a boca e o nariz sangrando.

O agressor já foi identificado. É Massimo Tartaglia, de 42 anos, que está preso. O objeto seria uma miniatura da catedral existente na praça em que era realizado o comício.

Berlusconi deverá permanecer hospitalizado durante 24 horas, mas apenas por precaução.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host