UOL Notícias Notícias
 

14/12/2009 - 18h24

Porta-voz do governo chileno renuncia para trabalhar em campanha de Frei

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 14 DEZ (ANSA) - A porta-voz do governo do Chile, Carolina Tohá, renunciou hoje ao cargo para participar da campanha de Eduardo Frei, candidato à presidência do país pela aliança de centro-esquerda Concertación.A demissão se concretizou em uma cerimônia realizada no Palácio de La Moneda, sede do governo. A presidente Michelle Bachelet elogiou o trabalho de sua funcionária, que é filha de um ex-ministro morto após ser torturado sob a ditadura do general Augusto Pinochet."[Carolina Tohá] é um exemplo de compromisso e entrega. Representa as novas gerações, um estilo renovado de fazer política. É da geração que colocou todas as suas energias para devolver a democracia ao Chile", afirmou a mandatária.Tohá integrará agora a equipe de campanha de Eduardo Frei, que ontem, no primeiro turno das eleições presidenciais, foi votado por 29,6% dos chilenos.O candidato da coalizão governista Concertación, que já foi presidente entre 1994 e 2000, terá o empresário Sebastián Piñera como adversário no segundo turno, marcado para o dia 17 de janeiro. Piñera, da opositora Coalizão pela Mudança, obteve 44% dos votos.A porta-voz será substituída pela advogada Pilar Armanet, atual embaixadora do Chile na França e que, de acordo com Bachelet, chegará a Santiago na quinta-feira.Antes, porém, Armanet participará amanhã, ao lado do ministro da Fazenda, Andrés Velasco, de uma reunião da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) em que poderá ser anunciada a entrada do país nesta entidade.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host