UOL Notícias Notícias
 

15/12/2009 - 13h45

Putin telefona a Berlusconi para saber como ele está

ANSA
MOSCOU, 15 DEZ (ANSA) - O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, telefonou hoje ao chefe de Governo italiano, Silvio Berlusconi, para expressar apoio e solidariedade ao premier, que sofreu uma agressão no último domingo.

Segundo o porta-voz russo, Dmitry Peskov, Putin disse estar certo de que Berlusconi terá uma "rápida recuperação e retornará logo ao trabalho".

Peskov destacou que a ligação ocorreu durante o intervalo de um encontro entre o premier russo e seu homólogo vietnamita, Nguyen Tan Dung, e que Putin acha que o líder italiano "se comportou com coragem em uma situação extrema".

Ontem, o premier russo já havia enviado uma mensagem a Berlusconi, que está internado no hospital San Raffaele, em Milão. De acordo com a agência Itar-Tass, o documento continha votos de melhoras.

No último domingo, após um comício, Berlusconi foi atingido por uma estatueta do Duomo (catedral) de Milão lançada pelo italiano Massimo Tartaglia, de 42 anos. O premier fraturou um osso do nariz, quebrou dois dentes e feriu o lábio superior. O agressor foi detido por lesão corporal qualificada e encaminhado à prisão San Vittore.

De acordo com o novo boletim sobre o quadro de saúde do premier italiano, divulgado hoje, Berlusconi deve ter alta amanhã, mas provavelmente ficará afastado das atividades públicas por no mínimo duas semanas.

Nos últimos dois dias, o chefe de Governo recebeu uma série de telefonemas e mensagens de autoridades mundiais, como o presidente da França, Nicolas Sarkozy, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, e o papa Bento XVI.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host