UOL Notícias Notícias
 

23/12/2009 - 17h45

Chuvas e ventos se somam à neve na Itália e deixam população em alerta

ANSA
ROMA, 23 DEZ (ANSA) - O mau tempo continua causando transtornos na Itália, com riscos de transbordamento de rios e avalanches, além de dificuldades nos transportes e prejuízos resultantes da combinação de neve, chuva e vento.

Na última noite, o país foi atingido por intensas precipitações, principalmente na região da Friuli-Veneza Giulia, no norte. Os níveis de chuva atingiram 150 milímetros, com acúmulo de até 60 milímetros de água nas planícies.

A precipitação -- que se soma à neve e ao frio que vêm causando transtornos em toda a Europa nas últimas semanas -- foi provocada pela mudança de temperatura, que subiu a até 15º C após dias com índices abaixo de zero. O calor momentâneo derreteu o gelo e a neve e ocasionou ventos de até 60 km/h associados à precipitação.

O vendaval também afetou as regiões de Marcas e Abruzzo. Havia chances de transbordamento de rios na Toscana, Ligúria e Emilia-Romana, o que deixou em alerta a Defesa Civil e os bombeiros.

Em La Spezia (Ligúria), residências próximas às margens do rio Magra, que ultrapassou seu leito, foram evacuadas. O mesmo aconteceu com moradores das proximidades do rio Serchio, na província de Pisa.

Apesar de ter chovido em alguns locais, a neve também continuou a causar prejuízo. Nas primeiras horas da manhã de hoje, o acúmulo de gelo causou rupturas nas linhas elétricas de trem nos trechos que vão de Milão a Bolonha e Gênova -- todas cidades localizadas na parte norte do país, a mais afetada pelas neves e baixas temperaturas.

Com o rompimento, sete trens com cerca de 800 pessoas a bordo ficaram parados na estação de Milão por mais de seis horas. A situação foi normalizada até às 11h locais (8h no horário de Brasília).

Também houve cancelamentos de partidas e atrasos durante a manhã nos transportes ferroviários em Friuli-Veneza Giulia.

No aeroporto Linate, em Milão, 15 aviões foram impedidos de partir e 17 não puderam aterrissar nas primeiras horas do dia.

Ainda é perigoso trafegar pelas rodovias por causa das grossas camadas de neve e gelo e há estradas fechadas e engarrafamentos em toda a parte norte da Itália. Em Bolzano, 30 centímetros de neve caíram durante a noite.

Estações de esqui e passagens entre as montanhas nas regiões de Piemonte, Vêneto, Friuli-Veneza Giulia e Trentino Alto Ádige permanecem fechadas por causa dos riscos de avalanche.

Ontem à noite, um homem de 34 anos caiu no rio Santa Caterina e foi arrastado pela correnteza na cidade de Riva Ligure, na Ligúria. Em Marcas, duas senhoras, de 82 e 91 anos, ficaram feridas gravemente depois que o vento derrubou uma grua sobre o teto da casa de repouso em que estavam.

A previsão é de que o mau tempo continue na noite de hoje, com a reincidência de chuvas intensas no centro-norte da Itália, além de ventos fortes em todo o país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host