UOL Notícias Notícias
 

23/12/2009 - 15h46

OEA classifica como 'ato de barbárie' assassinato de governador na Colômbia

ANSA
WASHINGTON, 23 DEZ (ANSA) - O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, expressou hoje o "mais enérgico repúdio e condenação" ao assassinato do governador do departamento (estado) colombiano de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar, que havia sido sequestrado na segunda-feira.

"Este ato de atrocidade e barbárie merece o rechaço da comunidade internacional que apoia a Colômbia em seus esforços para alcançar a paz", disse Insulza.

O titular da OEA pediu às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), grupo ao qual o presidente colombiano, Álvaro Uribe, atribuiu o sequestro e o assassinato, "que entendam a dor e as implicações destes fatos" que, segundo ele, ameaçam a integridade individual e a paz nacional.

Insulza lamentou também a morte do oficial da polícia Javier García Gutiérrez, que fazia a segurança do governador no momento do rapto.

"A morte de um funcionário público em nossa região será sempre um fato repudiável", disse. "Espero que os responsáveis sejam capturados rapidamente pelas forças de segurança colombianas para que, sob o marco da lei, respondam por seus atos."

O corpo de Cuéllar, que havia completado 69 anos nesta terça-feira, foi encontrado degolado. Um dia antes, ele havia sido tirado de sua casa por um grupo de homens que usavam roupas militares.

A família alega que o governador não recebia proteção policial suficiente, embora já tivesse sido sequestrado em quatro ocasiões anteriores.

O desfecho do caso lançou questionamentos sobre a estratégia promovida pelo governo de Álvaro Uribe para desmantelar grupos guerrilheiros que agem no país pela via militar.

Após ser informado do sequestro, o mandatário ordenou às forças de segurança que se empenhassem em localizar e libertar o político.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host