UOL Notícias Notícias
 

04/01/2010 - 09h47

Chile: Greve de mineiros começa hoje em estatal de produção de cobre

ANSA

SANTIAGO DO CHILE, 4 JAN (ANSA) - Cerca de cinco mil e quinhentos funcionários da estatal chilena Codelco, que administra a exploração de cobre no país, entraram em greve após rechaçar a última oferta de reajuste feita pela companhia.

Os mineiros trabalham na região de Chuquicamata, que produz cerca de 4% do cobre mundial. Estima-se que a cada dia de atividades paradas, a empresa -- a maior de cobre do planeta -- perderia US$ 8 milhões.

O início da paralisação, a primeira em 13 anos, foi confirmada pelo funcionário Luis Carrasco em entrevista à rádio Bío Bío. Os trabalhadores que entraram em greve pertencem aos sindicatos 1, 2 e 3 da estatal.

De acordo com Carrasco, 1.740 empregados dos sindicatos 5 e 8, que negociam um novo acordo coletivo de trabalho para março, e prestadores de serviço subcontratados não aderiram à iniciativa.

Segundo informações de Juan Carlos Canales, subgerente de assuntos trabalhistas da divisão Norte da Codelco, a estatal fará uma nova proposta aos funcionários nas próximas horas com vistas a terminar a paralisação.

Ontem, durante negociações reservadas, a empresa propôs a reposição de um bônus equivalente a US$ 13 mil, que fora retirado no final do ano. Os dirigentes dos sindicatos da categoria, porém, consideraram a oferta como "migalhas".

Os trabalhadores de Chuquicamata exigem que seja outorgado a eles os mesmos benefícios que receberam os mineradores da zona de Escondida. Eles obtiveram um bônus de US$ 28 mil.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host