UOL Notícias Notícias
 

26/01/2010 - 18h39

Presidente do Equador será recebido por René Preval no Haiti

ANSA
QUITO, 26 JAN (ANSA) - O presidente do Equador, Rafael Correa, que viajará ao Haiti na condição de líder temporário da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), será recebido na quinta-feira pelo chefe de Estado local, René Preval.

"O presidente Correa não apenas entregará a ajuda humanitária, mas levará uma mensagem de solidariedade e apoio ao Haiti em nome de todas as nações que formam a Unasul", disse o embaixador do Equador na República Dominicana, Carlos López.

Segundo a programação difundida pela embaixada, Correa percorrerá áreas destruídas pelo forte terremoto que atingiu a capital Porto Príncipe no dia 12 e fará uma visita a oficiais da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), liderada pelo Brasil e composta também por 65 agentes equatorianos.

A chegada do presidente está prevista para as 17h locais (20h em Brasília) de quinta-feira. Ele deve viajar acompanhado de um grupo de médicos e das ministras da Saúde, Caroline Chang, e de Inclusão Social, María de los Ángeles Duarte, além da secretária de Gestão de Riscos (Defesa Civil), María Cornejo.

OEA

Também hoje, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o chileno José Miguel Insulza, considerou que houve progressos na cúpula de doadores ao Haiti, que ocorreu ontem em Montreal, no Canadá.

"Avançamos substancialmente na coordenação e na unificação dos esforços, que foram até agora o principal problema de nossa cooperação com o Haiti", afirmou ele.

Durante o encontro, o premier canadense, Stephen Harper, disse que a reconstrução do país centro-americano levará pelo menos dez anos.

"Ninguém pode fazer uma estimativa de quanto irá demorar para reconstruir o Haiti, e por isso é necessário ter um compromisso de longo prazo", opinou, por sua vez, Insulza.

O terremoto do dia 12, de magnitude 7 na escala Richter, foi o mais forte a atingir o país em 200 anos e causou milhares de mortes. No fim de semana, o governo haitiano indicou que mais de 150 mil pessoas perderam a vida. Há um milhão de desabrigados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host