UOL Notícias Notícias
 

08/02/2010 - 18h27

Filho de ex-prefeito diz que partido de Berlusconi surgiu de acordo com a máfia

ANSA
PALERMO, 8 FEV (ANSA) - O filho de um ex-prefeito de Palermo, sul da Itália, afirmou hoje que o Forza Italia, partido de orientação conservadora fundado pelo premier Silvio Berlusconi em 1994, surgiu de um acordo com a máfia.

Segundo Massimo Ciancimino, filho de Vito Ciancimino, que foi acusado de manter ligações com mafiosos e faleceu em 2002, o Forza Italia (FI) é fruto de um diálogo do Estado italiano com o crime organizado ocorrido no início da década de 1990.

"Meu pai me disse que o FI teve origem da negociação entre o Estado e a máfia", relatou ele, que depôs nesta segunda-feira em um processo contra o general Mario Mori, ex-chefe de polícia que também foi acusado de manter vínculos com a máfia.

A acusação foi desmentida pelo atual ministro da Justiça, Angelino Alfano, para quem o Forza Italia "nunca teve contatos com a máfia". Segundo ele, a denúncia é "uma tentativa de deslegitimar as ações do governo Berlusconi contra a Cosa Nostra", grupo mafioso que age na ilha da Sicília, onde fica a cidade de Palermo.

Anteriormente, Ciancimino já havia revelado que seu pai, ao lado de líderes criminosos, investiu em um projeto imobiliário chamado "Milano 2", cuja construção foi iniciada por um grupo controlado por Berlusconi em 1970.

Trata-se de um conjunto residencial de alto padrão situado em Segrate, perto da cidade de Milão. Para o advogado do primeiro-ministro, Niccolò Ghedini, todas as declarações de Ciancimino são "destituídas de qualquer fundamento, totalmente inverossímeis e privadas de dignidade".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    -0,06
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h20

    1,55
    62.626,39
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host