UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 08h50

Membros da Unasul se encontram para discutir ajudas ao Haiti

ANSA
QUITO, 9 FEV (ANSA) - Presidentes e representantes dos países membros da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) se reúnem hoje em Quito para discutir a coordenação das ajudas humanitárias enviadas ao Haiti após o terremoto do último dia 12.

O tremor, que atingiu 7 graus na escala Richter, devastou a capital Porto Príncipe e deixou pelo menos 200 mil mortos. O mandatário da nação caribenha, René Preval, estará no encontro para falar sobre a situação local.

A cúpula foi convocada pelo presidente equatoriano, Rafael Correa, que exerce a chefia temporária do grupo regional e esteve no Haiti no final do mês passado.

Porta-vozes adiantaram que as ajudas às vítimas do terremoto serão divididas em duas frentes: contribuições humanitárias a curto prazo e ações de reconstrução a médio e longo prazo -- em conformidade com as diretrizes de Preval.

O assessor de comunicação da Chancelaria equatoriana, Agustín Armas, confirmou à ANSA que os líderes sul-americanos não falarão somente da recomposição de estradas, prédios e serviços, mas também de reativação produtiva e reparação industrial.

De acordo com o funcionário, Preval "deu a orientação básica de querer que a ajuda imediata se canalize para esses temas".

Comparecerão ao encontro os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez; da Colômbia, Álvaro Uribe; do Paraguai, Fernando Lugo; e do Peru, Alan García. O boliviano Evo Morales enviará seu vice, Álvaro García Linera.

A presença de Uribe chama a atenção, pois esta será a primeira vez que ele pisará no país vizinho depois da ruptura das relações bilaterais -- provocada por um ataque cometido por autoridades colombianas contra as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano, em março de 2008.

Os demais integrantes da Unasul -- Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Suriname e Guiana -- mandarão delegados e ministros. O mandatário Luiz Inácio Lula da Silva enviará como seu representante o assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia.

A cúpula será realizada entre as 10h e as 14h (13h e 17h, no horário de Brasília), no Palácio de Governo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host