UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 17h14

Presidente peruano sugere à Unasul criar um fundo para o Haiti

ANSA
QUITO, 9 FEV (ANSA) - O presidente do Peru, Alan García, defendeu hoje, durante uma cúpula da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), a criação de um fundo inicial de US$ 100 milhões para financiar a reconstrução do Haiti, atingido por um terremoto de 7 graus na escala Richter no dia 12 de janeiro.

De acordo com o mandatário, o dinheiro seria usado em especial para sanar as carências de água potável e colaborar com obras fundamentais, como a construção de estradas e escolas.

García também pediu ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) a liberação de um crédito de pelo menos US$ 200 milhões para a nação caribenha com uma taxa de juros próxima de zero. O mandatário peruano disse que a Unasul é a organização que deve avaliar e ser responsável por esse empréstimo.

De acordo com ele, o crédito poderia ser viabilizado em 24 horas para satisfazer as necessidades consideradas pontuais pelo governo haitiano.

Já o representante da Bolívia no encontro, o vice-presidente Álvaro García Linera, pediu que a Unasul trabalhe primeiramente para restaurar a institucionalidade no Haiti.

"É nossa obrigação ajudar o Haiti. Há que se criar um Estado, pensar em um Estado forte. Acredito que nossa obrigação é canalizar a ajuda por esta via", analisou García Linera. "A vida institucional é tão importante como a saúde dos cidadãos", prosseguiu.

Para o vice de Evo Morales, sem o resgate da governabilidade, a comunidade internacional "estaria reforçando o feudalismo que se vem criando no país, onde parece que se formam semigovernos".

O encontro extraordinário da Unasul ocorre em Quito, no Equador, e conta com a participação do presidente do Haiti, René Preval.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host