UOL Notícias Notícias
 

10/02/2010 - 19h15

Chile deve crescer 4,9% neste ano, segundo Banco Central

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 10 FEV (ANSA) - O Produto Interno Bruto (PIB) do Chile deve crescer 4,9% em 2010, de acordo com uma pesquisa de expectativas econômicas divulgada hoje pelo Banco Central do país.

A projeção anterior previa um crescimento de 4,6%. Especialistas consideraram o novo cálculo "normal", consequência do "distanciamento da crise" econômica mundial.

Os números difundidos pelo estudo indicam que o PIB deve avançar 4,5% já no primeiro trimestre deste ano.

Para o economista Víctor Salas, da Universidade de Santiago, a reativação da economia chilena dependerá de dois fatores: a confiança dos consumidores para elevar gastos e a política fiscal adotada pelo governo de Sebastián Piñera, que tomará posse como presidente no dia 11 de março.

Segundo ele, o PIB chileno poderia crescer até 5% em 2010, mas em um contexto no qual os Estados Unidos e a China também alcançariam bons resultados.

Os analistas acreditam que a cotação do peso chileno em relação ao dólar, atualmente em 534,7, deve chegar a 529 nos próximos dois meses. Para 2011, a expectativa é de que a taxa chegue a 520 pesos.

Segundo outro dado divulgado pelo informe, o Índice de Preços ao Consumidor deve subir 2,7% neste ano.

No mês passado, o Instituto Nacional de Estatísticas (INE) havia informado que a produção industrial do país sofreu uma retração de 6,7% em 2009. Quanto ao PIB, estimativas apontam para uma cifra negativa de até 2%.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host