UOL Notícias Notícias
 

17/02/2010 - 19h20

México pede colaboração aos Estados Unidos por segurança na fronteira

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 17 FEV (ANSA) - O presidente do México, Felipe Calderón, pediu hoje aos Estados Unidos que colaborem para tornar a fronteira bilateral uma região "mais segura e eficiente", por meio da ampliação do uso de "tecnologia não intrusiva".

Em uma reunião com a secretária de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Janet Napolitano, o mandatário mexicano destacou as ações que seu governo desenvolve para "fortalecer a segurança e o tecido social da comunidade" em Ciudad Juárez, próximo à fronteira e considerado um dos locais mais perigosos do mundo.

Um comunicado da Presidência do México informou que Calderón insistiu na relevância da "cooperação binacional nos esforços para combater o crime organizado em ambos os lados da fronteira".

O chefe de Governo mexicano, que após a reunião com Napolitano partiu para uma nova visita a Ciudad Juárez, enfatizou também a necessidade de "impulsionar mais e melhores estratégias coordenadas que contribuam ao combate efetivo dos grupos criminosos".

O comunicado oficial informou também que, durante a reunião, Calderón e Napolitano exaltaram as "ações de cooperação" entre autoridades do México e do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

Por sua vez, a representante do governo norte-americano elogiou "a determinação" com a qual o governo do local "enfrentou frontalmente a criminalidade, assim como os resultados obtidos".

Estiveram presentes na reunião de hoje o ministro do Interior, Fernando Gómez Mont, e a chanceler Patricia Espinosa. Já Napolitano esteve acompanhada pelo subsecretário para a Proteção e Programas Nacionais, Rand Beers, e pelo subsecretário-adjunto para Assuntos Internacionais, Alan Bersin.

A secretária de Segurança Nacional dos Estados Unidos ficará no México até amanhã. Ela deverá debater com representantes do governo local algumas questões sobre "segurança na fronteira e intercâmbio de informação sobre ameaças transnacionais".

Em matéria de segurança, os Estados Unidos oferecem apoio financeiro ao México por meio da Iniciativa Mérida. Criado em 2007 por Calderón e o então mandatário dos EUA, George W. Bush, o plano tem recursos de US$ 1,1 bilhão aprovados pelo Congresso norte-americano até este ano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h50

    0,04
    3,268
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h52

    1,81
    63.795,81
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host