UOL Notícias Notícias
 

20/02/2010 - 16h45

Colômbia: Metade não votaria em consulta sobre nova reeleição de Uribe

ANSA
BOGOTÁ, 20 FEV (ANSA) - Uma pesquisa divulgada hoje na Colômbia diz que 50,3% dos eleitores do país não estão dispostos a votar em um referendo sobre a possibilidade de que o presidente Álvaro Uribe concorra ao terceiro mandato consecutivo.

De acordo com o levantamento, feito pela empresa Datexco, caso Uribe fosse candidato, receberia 46,8% dos votos, o que levaria a disputa para o segundo turno contra o ex-prefeito de Medellín Sergio Fajardo, que concorre de forma independente e teria com 8,08% das preferências.

Para que o presidente da Colômbia, no poder desde 2002, possa tentar uma nova reeleição, será necessário levar o tema a uma consulta popular. Hoje, a convocação deste referendo, aprovada pelo Congresso em 2009, está sob a análise da Corte Constitucional, órgão que permitirá ou não a sua realização.

No entanto, de acordo com os cálculos de César Valderrama, consultor da Datexco, ainda que a consulta seja realizada, o alto número de pessoas que não estão dispostas a votar pode invalidar seu resultado.

Para que o referendo tenha valor, pelo menos 7,5 milhões de colombianos precisam participar. "Estamos falando de um universo de 14 milhões [de eleitores, ao todo], o que indica que votariam no referendo cerca de 6,5 milhões", disse ele.

Uribe jamais assumiu publicamente que pretende tentar um novo mandato, mas costuma afirmar que seria necessário prosseguir com sua política de "segurança democrática", levada a cabo contra o narcotráfico e as guerrilhas.

Em um cenário sem o chefe de Estado, os mais cotados para assumir seu lugar são Sergio Fajardo e o ex-ministro da Defesa Juan Manuel Santos, que neste caso seria o nome governista na disputa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host