UOL Notícias Notícias
 

20/02/2010 - 15h55

Resistência hondurenha pede a Grupo do Rio que mantenha isolamento

ANSA
TEGUCIGALPA, 20 FEV (ANSA) - A Frente Nacional de Resistência Popular, de Honduras, pediu às autoridades das nações que integram o Grupo do Rio que mantenham a posição de não reconhecer o novo governo do país.

A solicitação foi feita poucos dias antes da cúpula do Grupo do Rio que será realizada em Cancún, no México, no início da próxima semana.

"Mantenham a posição de desconhecimento da ditadura hondurenha enquanto não for restabelecida a ordem constitucional democrática", diz a Frente em um comunicado.

O atual presidente de Honduras, Porfirio Lobo, que venceu a eleição ocorrida em novembro e tomou posse em janeiro, não foi convidado para a reunião do Grupo do Rio, que será realizada entre segunda e terça-feira.

A Frente Nacional de Resistência é um movimento que reúne organizações de trabalhadores, camponeses, professores, estudantes e indígenas surgido após o golpe que tirou do poder o presidente Manuel Zelaya, no dia 28 de junho.

"Honduras continua sob um regime de facto, instalado e sustentado pela força das armas desde o dia 28 de junho de 2009 até agora, período durante o qual o povo foi submetido a constantes violações dos direitos humanos", diz a nota.

Zelaya, que passou quatro meses abrigado na Embaixada do Brasil na capital de Honduras, Tegucigalpa, deixou o país graças a um salvo-conduto entregue por Lobo e viajou para a República Dominicana no último dia 27.

Em junho, após sua deposição, quem o substituiu foi o titular do Congresso, Roberto Micheletti, que permaneceu no poder até janeiro. Por causa de sua presença no Executivo nacional durante a realização do pleito vencido por Lobo, alguns países, incluindo o Brasil, não reconheceram o resultado da votação.

Nesta semana, porém, o porta-voz do Planalto, Marcelo Baumbach, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva considera importante retomar o diálogo com Honduras e apoiar seu retorno à Organização dos Estados Americanos (OEA), da qual o país foi expulso após o golpe.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host