UOL Notícias Notícias
 

25/02/2010 - 15h06

Uribe espera mediação 'eficaz' para melhorar relação com Venezuela

ANSA
BOGOTÁ, 25 FEV (ANSA) - O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, disse hoje esperar que o comitê criado pelo Grupo do Rio para mediar o diálogo de seu país com a Venezuela realize um trabalho "eficaz".

"Os países do Grupo do Rio propuseram um acordo e a Colômbia aceitou: que os governos de Colômbia e Venezuela se abstenham de fazer declarações para facilitar uma tarefa de mediação dos países do Grupo do Rio", afirmou Uribe em entrevista à Radio Cordillera.

"Nós aceitamos [o acordo]. Por isso, esperamos que essa mediação possa ser eficaz", complementou.

Ontem, o mandatário já havia dito a jornalistas que está disposto a "parar de fazer declarações e ceder espaço" para o Grupo de Amigos de Colômbia e Venezuela, criado na terça-feira em Cancún, onde ocorriam um encontro do Grupo do Rio e a Cúpula da América Latina e do Caribe (Calc).

A ideia surgiu devido a uma nova discussão entre Uribe e o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, um dia antes.

O bate-boca teve início porque Uribe comparou o tratamento dispensado a empresas de seu país na Venezuela ao embargo econômico imposto pelos Estados Unidos a Cuba desde os anos 60.

Chávez, então, disse que Bogotá estaria enviando paramilitares para matá-lo, o que irritou o colega. O presidente da Venezuela ainda ameaçou deixar o recinto, o que não ocorreu.

A comissão que ficará responsável por mediar o diálogo atuará sob a liderança da República Dominicana e com o apoio de Brasil e México.

Colômbia e Venezuela mantêm relações congeladas desde julho de 2009. A decisão foi tomada por Chávez após ter sido acusado de contrabandear armas a guerrilheiros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host