UOL Notícias Notícias
 

26/02/2010 - 10h22

Berlusconi lamenta morte de italiano no Afeganistão

ANSA
ROMA, 26 FEV (ANSA) - O premier italiano, Silvio Berlusconi, lamentou a morte do funcionário de governo do país, Pietro Antonio Colazzo, vítima de um ataque suicida ocorrido nesta sexta-feira no Afeganistão.

"Recebo com dor a notícia do assassinato do conselheiro diplomático Pietro Antonio Colazzo no atentado de hoje em Cabul. Um fiel servidor do Estado, morto cumprindo seu dever em um país golpeado por infames ações terroristas", comunicou o primeiro-ministro.

Colazzo era empregado da Presidência do Conselho de Ministros e trabalhava junto à embaixada italiana na capital afegã. Também há informações de que ele fazia parte da Agência de Informações e Segurança Externa (Aise), serviço secreto italiano.

Além do europeu, outras 13 pessoas faleceram no atentado, que deixou também mais de 30 feridos.

"A Itália está empenhada no Afeganistão justamente para proteger a população civil da loucura, violência e intolerância, a qual sentimos o dever de nos opor", declarou Berlusconi em uma nota.

"Uno-me, junto a todos os italianos, à dor dos familiares e dos amigos de nosso falecido", completou o premier.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h49

    1,49
    3,306
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h00

    -1,85
    61.481,90
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host