UOL Notícias Notícias
 

26/02/2010 - 09h28

Presidente eleito do Uruguai, Mujica usará primeiro carro elétrico do país em sua posse

ANSA
MONTEVIDÉU, 26 FEV (ANSA) - O presidente eleito do Uruguai, José Mujica, percorrerá o centro de Montevidéu em um carro elétrico com emissão zero de poluentes nesta segunda-feira, dia de sua posse como chefe do Executivo.

O próximo mandatário do país sul-americano fará o trajeto acompanhado pelo futuro vice-presidente, Danilo Astori, depois de prestar juramento perante a Assembleia Geral.

Os dois irão do Palácio Legislativo até a Avenida 18 de Julio, a principal da capital uruguaia, percorrendo cerca de 15 quadras da Avenida del Libertador Lavalleja.

O veículo, apresentado nesta quinta-feira, é uma caminhonete FAW que foi adaptada pela empresa local Renovables. O carro recebeu um motor elétrico que não emite gases poluentes e foi desenvolvido com tecnologia uruguaia.

A bateria pequeno utilitário de quatro portas pode ser carregada em qualquer tomada de 220 volts e tem autonomia de 105 quilômetros. O motor possui quarenta cavalos de potência e alcança a velocidade máxima de 90 km/h.

De acordo com o jornal El Espectador, Mujica soube do automóvel quando o responsável pela Renovables, Rolando Ringeltaube, entregou-lhe em mãos uma cópia do projeto no mês passado.

O próximo mandatário uruguaio e ex-guerrilheiro tupamaro decidiu usar o veículo em sua posse, tendo também mandado estudar a possibilidade de se diminuir os impostos sobre o carro a fim de fazê-lo mais acessível à população.

Em diversas ocasiões, Mujica declarou que uma de suas prioridades à frente do Executivo será a busca por novas fontes energéticas no Uruguai.

Segundo o titular da Direção Nacional de Energia e Tecnologia Nuclear, Ramón Méndez, a iniciativa se alinha às políticas do futuro e do atual governo -- ambos a cargo da coalizão de esquerda Frente Ampla -- em matéria de eficiência energética.

Entre os mandatários que já confirmaram presença na cerimônia de segunda-feira estão Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Lugo (Paraguai), Michelle Bachelet (Chile), Evo Morales (Bolívia) e Rafael Correa (Equador).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host