UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 13h40

Brasileira no Chile diz que se protegeu de terremoto sob batente de porta

ANSA
SÃO PAULO, 27 FEV (ANSA) - A turista Célia Hueck, que está em um hotel de Santiago, relatou que, no momento do terremoto de 8,8 graus que atingiu o Chile nesta madrugada, buscou proteção sob o batente da porta do quarto em que dormia com o marido, Martin.

"Estávamos dormindo. Senti a cama mexendo e o tremor foi aumentando. Então acordei meu marido e fomos para debaixo do batente da porta do quarto, seguindo instruções que conhecíamos de viagens ao México", relatou a brasileira, em entrevista concedida à ANSA por chat.

"O tremor foi muito intenso e longo. Fiquei sabendo que durou um minuto, mas para nós pareceu muito mais", prosseguiu. Célia e o marido passaram as últimas duas semanas no Chile e se preparavam para retornar ao Brasil na tarde de hoje. Porém, segundo as autoridades aeroportuárias, o aeroporto de Santiago deverá permanecer fechado por pelo menos 72 horas.

Célia contou que ela e o marido, ainda sentindo o tremor, decidiram deixar o hotel e ir para a rua. Eles desceram as escadas no escuro, pois a energia havia sido cortada. O casal está hospedado no quinto andar. "Foi tudo muito rápido. As pessoas estavam assustadas, mas descemos correndo e bem", disse.

Horas depois, já durante a manhã, quando os hóspedes se preparavam para tomar o café da manhã, um novo tremor forte foi sentido, o que obrigou todos a saírem à rua novamente.

Agora, segundo Célia, o clima no local é aparentemente tranquilo. A brasileira afirmou que na região do hotel não percebeu nenhum sinal de destruição ou dano material grave, tampouco feridos.

Há, em contrapartida, dificuldades para se comunicar, sobretudo com o Brasil. "Estou agora no saguão do hotel. A internet está bem, mas os celulares, ao menos os do Brasil, ainda não funcionam", explicou.

"No momento não temos nenhuma informação, mas o pessoal do hotel é muito prestativo e não está cobrando as ligações que foram feitas pelos hóspedes", disse.

A região centro-sul do Chile foi a mais afetada pelo tremor, cujo epicentro localizou-se a cerca de 90 quilômetros da cidade de Concepción, na região de Bío Bío. De acordo com o Ministério do Interior, até o momento foram contabilizadas 81 vítimas fatais; a emissora de TV estatal, por sua vez, fala em pelo menos 180 mortos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host