UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 15h20

Cristina Kirchner reitera solidariedade ao Chile e promete ajuda

ANSA
BUENOS AIRES, 1 MAR (ANSA) - A presidente argentina, Cristina Kirchner, aproveitou hoje seu discurso de inauguração do 128º período de sessões ordinárias do Congresso Nacional para expressar solidariedade à colega chilena, Michelle Bachelet, em virtude do terremoto ocorrido na madrugada no último sábado, que causou mais de 700 mortes.

"Quero me solidarizar com a amiga e presidente Michelle Bachelet pelo ocorrido nas primeiras horas de sábado", afirmou Cristina, que anunciou a partida de um "hospital militar itinerante" argentino para o Chile entre hoje e amanhã.

A mandatária prometeu enviar alimentos ao país vizinho, que por sua vez já pediu oficialmente ajuda à Organização das Nações Unidas (ONU) e à União Europeia.

Em seu discurso de hoje, Cristina também fez um balanço de sua gestão e indicou a existência de "duas Argentinas".

"Nos últimos tempos, surgiram como que dois países: um real, que permite que se batam recordes, e outro midiático, no qual ocorrem coisas horríveis. Esse país real, que enfrenta o virtual, é o que tem conquistado um índice de proteção social como nunca se viu", analisou a presidente.

Cristina, que assumiu a presidência em dezembro de 2007, destacou também o bom momento econômico do país e disse que o "desenvolvimento de um forte mercado interno" foi o que permitiu à Argentina superar a crise internacional.

Após inaugurar o novo período de sessões no Congresso, que a partir de agora terá maioria opositora, Cristina Kirchner viajou ao Uruguai para assistir à cerimônia de posse do novo presidente deste país, José Mujica.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host