UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 11h03

Igreja Católica no Chile se mobiliza para ajudar vítimas do terremoto de sábado

ANSA

ROMA, 1 MAR (ANSA) - O presidente da Conferência Episcopal Chilena (CECH), dom Alejandro Goic, confirmou a pronta ativação da Igreja local, e em particular da organização Cáritas, no apoio às famílias afetadas pelo terremoto de sábado, que deixou mais de 700 mortos e afetou dois milhões de pessoas.

Foram mobilizados os centros da entidade humanitária católica nas cinco arquidioceses do país -- Antofagasta, La Serena, Santiago, Concepción e Puerto Montt -- e nas 18 dioceses -- Arica, Iquique, Copiapó, San Felipe, Valparaíso, Melipilla, San Bernardo, Rancagua, Talca, Linares, Chillán, Los Angeles, Temuco, Villarrica, Valdivia, Osorno, Ancud e Punta Arenas.

As comunidades chilenas foram chamadas a doar dinheiro à Cáritas e a entregar alimentos não perecíveis nas paróquias, em dois colégios católicos e em um seminário da capital. Por enquanto ainda não serão recebidos nestes locais roupas ou medicamentos.

O diretor da Cáritas Santiago, dom Rodrigo Tupper, lançou um apelo à solidariedade, pedindo ajudas concretas.

As primeiras contribuições estão sendo distribuídas nas zonas de Maule e Bío Bío, as regiões mais atingidas. Segundo informações da entidade, a situação ainda é complexa e problemática.

O arcebispo de Concepción, dom Ricardo Ezzati Andrello, censurou os comportamentos dos que fazem "um segundo terremoto" ao realizar saques e lembrou do compromisso educacional e formativo da arquidiocese nos últimos anos, no sentido de preparar a sociedade para enfrentar desafios como estes.

Andrello sublinhou que com o passar das horas a organização das ajudas vem melhorando, mesmo que ainda haja dificuldades de contato sobretudo com as paróquias localizadas ao longo da costa chilena -- muitas delas atingidas por tsunamis decorrentes do terremoto.

Para fazer um quadro mais preciso e elaborar um primeiro plano de emergência, está em curso em todas as áreas atingidas uma avaliação das necessidades e situações mais urgentes.

Também a Cáritas italiana reafirmou sua vontade de contribuir com as ajudas ao Chile, lembrando que o papa Bento XVI pediu ontem durante o Angelus que não falte "a solidariedade de tantos, em particular das organizações eclesiásticas" no socorro às vítimas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host