UOL Notícias Notícias
 

02/03/2010 - 18h01

Escritores mexicanos pedem ajuda ao governo para deixar o Chile

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 2 MAR (ANSA) - Um grupo de 34 escritores, editores, membros de organizações não-governamentais e intelectuais mexicanos segue em Santiago e não consegue deixar o Chile em virtude do terremoto ocorrido no último sábado.

O contingente pediu ajuda à chanceler mexicana, Patricia Espinosa, em uma carta publicada pelo diário La Jornada.

Entre os cidadãos mexicanos que continuam no Chile está o escritor Juan Villoro, que recentemente ganhou o Prêmio Internacional de Jornalismo Rei da Espanha.

"Solicitamos todo o apoio do governo do México para que possamos voltar o mais breve possível", disse o grupo.

Os mexicanos participavam do I Congresso Ibero-Americano de Língua e Literatura Infantil e Juvenil, em Santiago. Nesta madrugada, um grupo de brasileiros que participava do mesmo evento foi trazido de volta ao país em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que integrava a comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que fez uma breve visita ao país.

A Chancelaria mexicana assegurou que já entrou em contato com a empresa Aeroméxico e com a Secretaria de Comunicações e Transportes para enviar um avião que resgatará os cidadãos que estão no Chile.

Já quanto à situação dos 700 turistas chilenos que permanecem nos balneários mexicanos de Cancún e Riviera Maya e também não conseguiram retornar a seu país, foi informado hoje pela cônsul chilena, Judith Marabolí, que o processo de repatriação começará amanhã.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host