UOL Notícias Notícias
 

02/03/2010 - 12h19

Mujica anuncia viagem à Venezuela e pode visitar o Brasil ainda este mês

ANSA
MONTEVIDÉU, 2 MAR (ANSA) - O presidente do Uruguai, José Mujica, que hoje iniciou seu primeiro dia à frente do Executivo, anunciou que irá a Venezuela no fim deste mês e também pretende visitar o Brasil para uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no próximo dia 29.

A visita de Mujica a Caracas foi acordada durante uma reunião bilateral que os dois líderes mantiveram na noite de ontem. Segundo a imprensa local, no mesmo período Mujica pretende ainda visitar Brasil, Argentina, Bolívia e Chile.

A "Venezuela é um país que precisa de alimento e nós precisamos de energia", disse Mujica após a reunião com Chávez, considerando importante acertar os mecanismos "para agilizar as relações recíprocas", o que será discutido no encontro na capital venezuelana.

A reunião com Chávez ocorreu após um longo dia de atividades para o novo presidente do Uruguai, que ontem se tornou o 52º presidente de seu país, sendo o sexto eleito pós-ditadura (1973-1985).

Sobre a situação da filial do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social da Venezuela (Bandes) no Uruguai, que tem apresentado um desempenho negativo e pode precisar de uma capitalização, Mujica disse não ter abordado o tema com Chávez, mas sim com as autoridades bancárias.

"Não acontece nada com o Bandes [na Venezuela], é o Bandes Uruguai que anda mal", disse Mujica e recordou que já havia alertado Chávez "uma vez", ao dizer a ele: "Nunca compre um banco no Uruguai".

Já o mandatário venezuelano afirmou este é um "tema mais técnico" e já foi designada uma equipe que fará uma avaliação do estado da instituição financeira.

Sobre os laços com o país vizinho, Chávez destacou sua ampla relação com a Frente Ampla, partido que está no poder do Uruguai desde 2005, quando assumiu o primeiro mandatário de esquerda desse país, Tabaré Vázquez.

"É preciso recordar que eu pessoal e politicamente tenho com a Frente Ampla uma relação de décadas. Um dos primeiros países que visitei quando saí da prisão foi precisamente o Uruguai", declarou, recordando o período em que esteve detido logo após o fracassado golpe de Estado de 1992, contra o então presidente Carlos Andrés Pérez.

Durante o encontro, foram abordados ainda temas relacionados às áreas de educação e transferência tecnológica.

Hoje, Mujica iniciou cedo suas atividades, assistindo à posse de todos os membros de seu governo, o que deve terminar à tarde com a posse do novo chanceler, Luis Almagro.

Ontem, em dois discursos, o ex-guerrilheiro tupamaro de 74 anos, que venceu o segundo turno das presidenciais em novembro de 2009, se comprometeu a formar um governo de continuidade, aberto à oposição, com macroeconomia "ortodoxa", centralizado em acabar com a indigência e com uma aposta renovada pela América Latina e pelo Mercosul.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    -0,06
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h19

    1,45
    62.567,59
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host