UOL Notícias Notícias
 

03/03/2010 - 12h03

Secretária do PT diz que Lula deve pedir fim do bloqueio dos EUA contra Cuba

ANSA
BRASÍLIA, 3 MAR (ANSA) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve pedir hoje à secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, "o fim do bloqueio [econômico] contra Cuba", imposto pelos EUA em 1962, afirmou a deputada Iriny Lopes, secretária de Relações Internacionais do PT.

Em entrevista à ANSA, Lopes afirma que "uma postura mais construtiva da parte do governo [de Barack] Obama, a começar pelo fim do bloqueio contra Cuba", pode melhorar as relações entre Brasil e Estados Unidos.

Lula -- que na última semana esteve na ilha caribenha, onde foi recebido pelo presidente do país, Raúl Castro, e também por Fidel, que está afastado da vida pública desde 2006 -- se reunirá às 15h, horário de Brasília, com Hillary.

Além de Cuba, outros temas da agenda do encontro devem ser o programa nuclear iraniano -- já que os Estados Unidos buscam apoio de outras nações para aplicar novas sanções contra o governo de Mahmoud Ahmadinejad -- e a coordenação de ajudas ao Haiti, país que foi devastado por um terremoto em 12 de janeiro passado.

Sobre a possibilidade de o Brasil reformular sua posição sobre o Irã, onde o mandatário brasileiro é esperado no próximo mês de maio, Lopes esclarece que "quem decide a agenda do presidente Lula é o presidente Lula" e garante que "as pressões dos Estados Unidos são improdutivas".

"A postura dos Estados Unidos frente ao Irã é de confronto, não de negociação. Uma postura semelhante a que resultou nas guerras do Iraque e do Afeganistão. O Brasil é pelo diálogo", complementa.

Outro tema que pode ser discutido é a possível viagem de Obama ao país, que pode ocorrer ainda neste ano.

Antes de ser recebida por Lula, a chefe da diplomacia norte-americana -- que chegou na noite de ontem ao país -- visitou o Congresso Nacional, onde se reuniu com os presidentes da Câmara, Michel Temer, e do Senado, José Sarney.

Às 11h30, estava previsto um encontro com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, com quem Hillary almoçará. No fim do dia, ela viaja a São Paulo, onde participa de um evento antes de deixar o país rumo à Costa Rica, penúltima escala de seu tour pela América Latina.

A representante dos EUA -- que também esteve no Uruguai, na Argentina e no Chile -- encerrará seu giro na Guatemala.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host