UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 14h13

Presidente eleito do Chile nomeia autoridades para áreas afetadas pelo terremoto

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 4 MAR (ANSA) - O presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, designou hoje os intendentes (representantes regionais da Presidência com funções administrativas) para as seis regiões mais afetadas pelo terremoto que atingiu o país na madrugada de sábado.

Piñera também anunciou um plano de quatro etapas que será implementado a partir do dia 11, data de sua posse. O tremor de 8,8 graus que se abateu sobre o centro-sul do país causou 802 mortes, segundo dados oficiais.

"Nosso futuro governo não será o governo do terremoto, mas o da reconstrução. E para que esta tarefa tenha êxito, vamos precisar da férrea unidade de todos os chilenos", ressaltou o mandatário eleito.

Piñera também disse hoje que irá reformular seu programa de governo para enfrentar "com força e eficácia o novo desafio da reconstrução" das áreas destruídas. Em decorrência do abalo sísmico, dois milhões de pessoas foram afetadas.

Para a região de Bío Bío, uma das mais prejudicadas, o futuro mandatário nomeou a psiquiatra Jacqueline van Ryssenberghe, do partido União Democrática Independente (UDI). Desde o primeiro dia após a catástrofe, ela defende a presença de militares nos locais atingidos.

Já a região de Maule, que registrou mais de 500 mortes, terá como intendente o advogado Rodrigo Galilea. Piñera também designou o engenheiro Fernando Echeverría para a região metropolitana de Santiago. Por sua vez, Araucanía terá como intendente o ex-dirigente da Corporação Chilena da Madeira (Corma) Andrés Molina.

Todas as autoridades locais designadas por Piñera iniciarão ainda nesta quinta-feira uma coordenação com os atuais intendentes, que foram nomeados pela presidente Michelle Bachelet. Também hoje, a atual mandatária e o futuro governante do Chile deverão se reunir para conversar sobre a transição dos trabalhos de recuperação.

A respeito de seu plano de reconstrução, Piñera disse que as prioridades são "enfrentar a emergência cidadã", apoiar os familiares das vítimas e "tentar encontrar, quem sabe com vida, as pessoas que continuam desaparecidas porque foram levadas pelo mar ou porque estão sob escombros".

Ainda em sua primeira etapa, o projeto do mandatário eleito pretende "restabelecer, de uma vez por todas, a ordem pública para devolver às pessoas a tranquilidade cidadã e restabelecer o fornecimento de recursos básicos, como água e eletricidade".

Piñera explicou que a segunda etapa do plano consiste em "recuperar a normalidade produtiva" das áreas atingidas, ao passo que a terceira fase terá como objetivo promover "a reconstrução com padrões mais modernos e eficientes".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host