UOL Notícias Notícias
 

05/03/2010 - 15h50

Subsecretário chileno critica queixas sobre demora em identificação de vítimas

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 5 MAR (ANSA) - O subsecretário do Interior do Chile, Patricio Rosende, criticou hoje as queixas de que os nomes das pessoas mortas pelo terremoto ocorrido no último sábado estão sendo divulgados com muita demora.

"Os que morreram nessa catástrofe são pessoas, e não números", disse. "Enquanto não tivermos certeza total de quem são esses chilenos que morreram, vamos nos limitar a informar apenas sobre aqueles dos quais podemos confirmar a identidade", ressaltou.

"O importante é que nos centremos nos chilenos e chilenas que perderam a vida, e não em números mais ou números menos", complementou.

Rosende adiantou que às 19h desta sexta-feira será divulgado um novo balanço com a cifra total de vítimas fatais. Depois que o Ministério do Interior assumiu a tarefa de compilar os dados, o número de mortos foi reduzido a 279 -- dado referente à quantidade de pessoas identificadas.

Até então, o Escritório Nacional de Emergência (Onemi) vinha trabalhando com o número de 802 mortos.

O subsecretário antecipou também que "provavelmente" será informada a quantidade de pessoas consideradas desaparecidas. No entanto, advertiu que "o fato de estarem desaparecidas não significa que estão mortas".

Seguros Também hoje, o ministro da Fazenda, Andrés Velasco, disse que quase a totalidade dos imóveis que foram danificados pelo sismo possuem seguro contra terremotos.

As primeiras estimativas indicam que o tremor do último sábado, de 8,8 graus na escala Richter, afetou 1,5 milhão de residências, das quais 500 mil sofreram danos estruturais graves.

No Chile, porém, o Banco do Estado, entidade que concede quase 100% dos créditos imobiliários para as populações de média e baixa renda, exige como contrapartida um seguro contra terremotos, explicou Velasco.

Em entrevista concedida à rádio Bío Bío, o ministro disse que os bancos privados reportam que em 95% dos casos geridos pelo setor também há seguro contra tremores, inclusive para imóveis comerciais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host