UOL Notícias Notícias
 

08/03/2010 - 14h19

Número de vitimas identificadas do terremoto no Chile vai a 497

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 8 MAR (ANSA) - O subsecretário do Interior do Chile, Patricio Rosende, atualizou hoje o número de vítimas fatais do terremoto que atingiu o país no último dia 27, que passou de 452 a 497 mortos identificados.

Ontem, ao falar com a imprensa, Rosende havia apontado também que das pessoas reportadas como desaparecidas 80 já foram localizadas. Contudo, como reafirmou hoje o ministro do Interior, Edmundo Pérez Yoma, o governo desestima considerar um número de desaparecidos, pois "estamos falando de seres humanos únicos".

Pérez Yoma declarou que muitos dos considerados desaparecidos estão vivos e podem ser localizados, já que foram para outros lugares devido aos tremores que sucederam o primeiro movimento telúrico, e ao tsunami, registrado em algumas localidades.

Depois de o governo de Michelle Bachelet ter sido criticado pela população local, que considerou tardia a resposta ao abalo sísmico, o titular da pasta do Interior reiterou que as operações avançam em direção à "normalização" da situação nas áreas mais atingidas.

Segundo o Escritório Nacional de Emergência (Onemi, na sigla em espanhol), pelo menos 802 pessoas morreram em decorrência do tremor que atingiu 8,8 graus na escala Richter. Na última semana, o governo passou a considerar apenas as vítimas já identificadas.

Estima-se também que mais de dois milhões de pessoas foram diretamente afetadas e cerca de 500 mil construções foram parcial ou totalmente destruídas. Hoje, o país completa o segundo dos três dias de luto nacional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host