UOL Notícias Notícias
 

11/03/2010 - 14h13

Presidentes que assistiram à posse de Piñera admitem ter sentido terremoto

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 11 MAR (ANSA) - Os presidentes sul-americanos presentes na cerimônia de posse de Sebastián Piñera, realizada hoje em Valparaíso, admitiram que foi possível sentir o tremor de 7,2 graus na escala Richter que atingiu o Chile pouco antes do início da solenidade.

Além desse terremoto, outras quatro réplicas foram registradas no país entre 11h55 e 12h34. Por essa razão, o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha declarou um alerta de tsunami de forma preventiva.

O mandatário do Uruguai, José Mujica, se disse "um pouco" assustado e declarou que neste momento gostaria de "estar em meu país".

Já o chefe de Estado peruano, Alan García, afirmou que era uma "honra dividir um tremor com o povo chileno".

O presidente da Bolívia, Evo Morales, por sua vez, lamentou a ocorrência de uma série desses fenômenos naturais no país, já que, desde o terremoto de 8,8 graus na escala Richter que atingiu o centro-sul do Chile em 27 de fevereiro, mais de cem outras réplicas foram registradas.

"Não nos surpreendemos, mas lamentamos esse tipo de problema. Esperamos que pare", declarou Morales, que garantiu não ter se assustado.

Outros líderes que também compareceram ao evento foram os mandatários de Equador, Rafael Correa, Paraguai, Fernando Lugo, Colômbia, Álvaro Uribe, e Argentina, Cristina Kirchner, além do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o chileno José Miguel Insulza. Logo pós a cerimônia de posse o edifício foi evacuado.

As delegações estrangeiras ainda participam de um "austero almoço" com o novo chefe de Estado chileno no Palácio Presidencial de Cerro Castillo, em Viña del Mar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h49

    0,96
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h56

    -0,25
    64.988,44
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host