UOL Notícias Notícias
 

12/03/2010 - 08h30

FMI elogia políticas econômicas da Nicarágua

ANSA
WASHINGTON, 12 MAR (ANSA) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou o "prudente manejo da política fiscal e monetária" do governo do presidente nicaraguense, Daniel Ortega, após realizar uma auditoria entre os dias 22 de fevereiro e 5 de março.

Uma missão da entidade visitou a capital do país centro-americano, Manágua, para "avaliar o desempenho da economia nicaraguense no marco da quarta revisão do Serviço de Crédito Ampliado (SCA) e das consultas periódicas que o FMI mantém com todos seus membros", explicou o organismo em um comunicado difundido em Washington.

"Como era previsto, a economia nicaraguense foi afetada pela crise econômica mundial, o que se refletiu em uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,5% no ano passado", disse o chefe da delegação, Luis Cubeddu.

Segundo o FMI, "ao mesmo tempo, a inflação anual terminou abaixo de 1% como consequência da fragilidade da demanda interna e dos preços menores das matérias-primas".

O organismo informou ainda que os balanços mais recentes indicam que a economia nicaraguense "começa a se recuperar, o que faz prever que o PIB retomará o crescimento em 2010".

De acordo com a nota publicada, as conversas com as autoridades do país latino-americano "se centraram na continuidade do programa econômico estabelecido no contexto do SCA".

"As cifras preliminares indicam que as metas quantitativas de dezembro de 2009 foram cumpridas com certa margem, reflexo, em parte, do prudente manejo das políticas fiscais e monetárias", pontuou.

A delegação do FMI que visitou a Nicarágua discutiu as perspectivas econômicas para 2010, assim como as políticas necessárias para a sustentabilidade fiscal e o desenvolvimento do sistema financeiro.

"Também se avaliou o progresso da agenda de reformas a longo prazo e, nesse contexto, discutiu-se a necessidade de avançar na avaliação de opções para melhorar a situação financeira do Sistema de Segurança Social, possíveis medidas para seguir consolidando o setor elétrico e melhorando a administração pública financeira e fortalecer o Banco Central", contou Cubeddu.

Segundo ele, as reuniões entre técnicos do organismo internacional e as autoridades nicaraguenses "continuarão durante as próximas semanas, a fim de alcançar um entendimento sobre um conjunto de políticas que pode ser apresentado para a gerência e direção do FMI".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h40

    -0,27
    3,268
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h48

    1,48
    62.586,11
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host