UOL Notícias Notícias
 

12/03/2010 - 18h42

Paraguai e China trabalham por aproximação bilateral, diz chanceler

ANSA
ASSUNÇÃO, 12 MAR (ANSA) - O chanceler paraguaio, Héctor Lacognata, afirmou hoje que existe um interesse mútuo entre seu país e a China por uma maior aproximação bilateral.

"Há de fato muito interesse de Pequim para iniciar relações com o Paraguai", declarou Lacognata a uma rádio local.

Desde 1957, quando o Paraguai era governado pela ditadura de Alfredo Stroessner, a nação sul-americana privilegia seus laços com Taiwan, que é considerado uma província rebelde por Pequim.

Posteriormente, durante as sucessivas administrações do Partido Colorado, que deixou o poder em 2008, tal política se manteve.

No entanto, desde a chegada de Fernando Lugo à presidência, porta-vozes do governo manifestam o desejo de mudar este panorama.

Na opinião de Lacognata, um primeiro passo na aproximação bilateral poderia se dar por meio do incremento dos intercâmbios comercial e cultural.

Itália

Também nesta sexta-feira, a Chancelaria paraguaia informou que Lacognata fará uma visita à Itália entre os dias 14 e 22 deste mês. Neste período, ele se reunirá com autoridades e empresários locais.

O ministro será recebido pelo chanceler italiano, Franco Frattini, com quem irá repassar a agenda bilateral e analisar iniciativas para dinamizar as relações.

Além disso, firmará acordos na área cultural e participará de um encontro com empresários e investidores italianos do setor de infraestrutura.

Lacognata também irá ao Vaticano, onde poderá cumprimentar o papa Bento XVI e terá uma audiência com o secretário da Santa Sé para as Relações com os Estados, Dominique Mamberti.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host