UOL Notícias Notícias
 

12/03/2010 - 15h16

Uribe reitera 'vontade' de normalizar relações com o Equador

ANSA
BOGOTÁ, 12 MAR (ANSA) - O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, reiterou hoje a "vontade" de seu governo de restabelecer as relações econômicas e diplomáticas com Quito, rompidas após um bombardeio contra um acampamento de guerrilheiros situado em território equatoriano, ocorrido no dia 1º de março de 2008.

"A integração comercial entre os dois países tende a se normalizar, e temos toda a boa vontade e o propósito" de retomar os laços com o Equador, indicou Uribe.

Quito rompeu as relações com Bogotá poucos dias depois do ataque, que tinha como alvo membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e causou 26 mortes.

Desde setembro do ano passado, os dois governos tentam uma reaproximação. Uribe disse que o Equador já fixou "um prazo para levantar" as restrições impostas a seu país e "tem cumprido" com as datas estabelecidas.

No momento, recordou, existem "mesas de discussão que têm de trabalhar no que chamamos de assuntos sensíveis de ambos os países". "As mesas têm de avançar nesses temas", reforçou.

Em fevereiro, Uribe e o presidente do Equador, Rafael Correa, encontraram-se oficialmente pela primeira vez desde o início da crise. A reunião ocorreu em Cancún, no México, onde eram realizadas duas cúpulas regionais.

Naquela ocasião, o mandatário equatoriano disse que o colega havia reiterado o compromisso de disponibilizar informações sobre o ataque de março de 2008.

Em novembro, ambos os países designaram novos encarregados de negócios para trabalhar em suas respectivas embaixadas no vizinho.

Outra medida anunciada e que integra o processo de retomada das relações foi a reativação de um comitê responsável por tratar de assuntos relacionados à fronteira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host