UOL Notícias Notícias
 

16/03/2010 - 12h32

Religioso preso por pedofilia no Chile também é investigado na Espanha

ANSA
MADRI, 16 MAR (ANSA) - Um religioso espanhol preso no Chile em agosto do ano passado na posse de material pornográfico infantil está sendo investigado também em seu país natal por crimes de pedofilia, informou a imprensa local.

A Congregação de Clérigos de São Viator de Madri confirmou que o homem, que tem 53 anos, pertence à ordem e está sendo acusado de "possíveis crimes" sexuais. O superior provincial, Pedro Lahora, se disse "consternado" com a notícia.

De acordo com o jornal El País, o religioso foi preso em Santiago depois que a polícia encontrou uma pista relacionada a comércio de pornografia infantil na residência onde ele se alojava. Com a investigação, foi possível depreender que o material era destinado ao espanhol.

O delegado Cristian Gonzalez Mendoza informou à publicação europeia que também foram descobertos junto ao religioso diversos arquivos fotográficos com imagens "entre as mais cruas que já encontramos nas nossas investigações".

Segundo ele, havia cenas de "sadomasoquismo, coprofilia, urofilia e sexo com bebê". Em várias das sequências retratadas, ocorridas aparentemente em escolas espanholas, o homem preso era "o protagonista".

Conforme noticiou o El País, o religioso havia dado aulas de religião, educação física e línguas em ao menos três colégios de Madri, onde poderia ter cometido os abusos contra pelo menos 15 jovens entre os 12 e os 14 anos.

A Congregação de Clérigos de São Viator da capital espanhola indicou que se colocou à disposição dos investigadores locais e chilenos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host